Com a coroa de Ed Sheeran seguramente colocada no topo de seu fofo cabelo ruivo, é um desafio para qualquer para pegar o topo das paradas de Sheeran nos charts (Drake e Kendrick Lamar parecem ser os únicos que conseguem). E com a fama de Sheeran no mundo pop, é bom tê-lo ao seu lado — seu toque de ouro como compositor presenteou vários outros artistas com hits. É por isso que ser o show de abertura da Divide World Tour no R.U. é para poucos sortudos.

James Blunt irá abrir na América do Norte para o Sheeran, e está celebrando um novo álbum também — um que Sheeran o ajudou a escrever. Blunt, 43, e Sheeran, 26, são amigos há uns anos agora, e quem sabe o que estão planejando para seus shows quando chegarem no Estados Unidos,

Sheeran nasceu no mesmo ano em que Blunt aprendeu a tocar violão. Do mesmo jeito, eles impactaram suas carreiras de maneiras distintas. James inspirou Ed a começar, enquanto Ed incentivou-o a voltar.

Abaixo, analisaremos sua amizade de 2012 até os dias atuais:

2012 — Em 2012, Sheeran e Blunt não eram amigos ainda, numa entrevista, Sheeran explicou como ele não estava pronto para se encaixar no mundo de Blunt. Um ano após, a canção de Sheeran “The A Team” conquistou as rádios, a pesar de sua letra comovente sobre prostituição e vício em drogas. “Quando eu comecei a ir à gravadoras, o cantor-compositor de maior sucesso na época era James Blunt, que tinha acabado de vender 13 milhões de álbuns,” ele disse. “E eles não queriam ouvir músicas sobre prostituas sem-teto. Queriam ouvir canções de amor, como ‘You’re Beautiful’. Então eu meio que não alcancei a meta.” A pesar de seu notável crescimento vagaroso (todos nós sabemos que Ed agora consegue escrever músicas de amor; a exemplo de “Thinking Out Loud”), ele pareceu estar maios que bem nos anos seguintes.

30 de Outubro, 2014 — Vamos voltar para os dias em que James Blunt tinha uma coluna de conselhos no jornal britânico Metro (é verdade, ele tinha). Em uma coluna particularmente interessante, um leitor escreveu para o compositor pedindo conselhos sobre um colega de trabalho irritante que o dava opiniões não-solicitadas. Blunt escreveu em resposta, comparando a situação do leitor com a dele e a de Ed Sheeran. Naquele tempo, poderia ser visto como uma piadinha para cima de Ed, mas agora que sabemos sobre a amizade deles aparentemente, era provavelmente uma brincadeira. Aqui está o que ele escreveu:

Querida Donna,

Me senti da mesma forma quando Ed Sheeran começou a vender mais que mim. Alguém mais novo, mais jovem, gostoso, ambicioso e melhor apareceu, e ao invés de reclamar sobre isso e o dizer que estou há mais tempo, talvez valha mais a pena ouvir o que ele tem a dizer. Ou colaborar com ele. Ed…?

Um pouco previsível, huh?

14 de Janeito, 2015 — Blunt defendeu Ed Sheeran de uma forma majestosa quando Noel Gallagher começou a atacar o compositor ruivo. Em uma entrevista com o NME, o membro do Oasis proclamou “Não posso viver num mundo em que Ed Sheeran é a atração principal do Wembley.” Quando Blunt viu a declaração de Gallagher no Twitter, respondeu dizendo “Hora de legalizar a morte assistida.” Ai! Foi em algum ponto de 2015 que Blunt e Sheeran começaram a escrever juntos.

November 26, 2015 — Eles estão noivos! Wow, Sheeran e Blunt são rápidos.

 

We would like to announce our engagement

Uma publicação compartilhada por Ed Sheeran (@teddysphotos) em

Não, mas de fato, após os dois compositores brincarem juntos no tapete vermelho do Austraila’s Ari Awards, rindo e posando para câmeras, Sheeran colocou no Instagram uma foto dos dois segurando as mãos com a legenda “Nós gostaríamos de anunciar nosso noivado.”

Na mesma premiação, Blunt presenteou seu amigo com o Diamond Award reconhecendo o sucesso do álbum de Ed x (Multiply) na Austrália. Enquanto dava o prêmio, Sheeran contou a história de que roubara a cerveja de Blunt quando tinha apenas 14 anos. “Eu fui para um show de James quando tinha 14 anos no Cambridge Junction e roubei a garrafa dele de Corona,” Sheeran declarou. “Havia apenas 20 pessoas na platéia, e então ele foi e vendeu 20 milhões de cópias. Está ótimo, não?”

Nenhum segundo após, Blunt acrescentou o espirituoso comentário: “Foi onde você pegou herpes, de mim.”

27 de Novembro, 2016 — O tabloid do Reino Unido The Sun reportou que a Princesa Beatrice foi responsável pelo recente corte que apareceu na bochecha de Sheeran. Aparentemente, ela sediou um jantar com Sheeran e Blunt, e como uma piada de festa, fingiu que ia consagrar Blunt como cavaleiro com uma espada cerimonial. Contudo, ela subestimou o peso da espada e acidentalmente colocou-a para trás, cortando Sheeran e o mandando para o hospital. Houve muitas versões dessa história, e alguns meses após, Sheeran confirmou o acidente com uma piada no The Graham Norton Show.

Fevereiro de 2017 — Ambos promovendo álbuns — ÷ (Divide) de Sheeran e The Afterlove de Blunt — p par juntou-se para o cover de uma canção de Elton John, “Sacrifice” no programa de TV francês Teratata. A performance ao vivo é um exemplo perfeito de como duas vozes podem se mesclar e dar novos sentimentos a uma velha música.

4 de Março, 2017 — Bleeran (é como estamos os chamando agora) teve outro momento adorável no tapete vermelho na cerimônia do Germany’s Goldene Kamera Awards, onde Sheeran foi presenteado com o prêmio de melhor música internacional.

9 de Março, 2017 — Blunt revelou que a história com a Princesa Beatrice era uma farsa e que eles fizeram-nos todos de trouxas em uma piada interna confusamente misturada e publica. “Ed estava bêbado, fazendo qualquer coisa, e se cortou. Inventamos uma história chique e as pessoas caíram nessa. Foi bem constrangedor,” Blunt disse à revista britânica de estilo de vida vida masculino ShortList. “É bizarro que as pessoas tenham caído nessa. Eu o culpo. Ele devia estar desesperado — está tentando ver se vende algo,” brincou. Oh, Ed e James, nunca vamos cansar de suas brincadeiras.

24 de Março, 2017 — Com o lançamento do quinto álbum de estúdio de Blunt, The Afterlove, vieram duas colaborações Blunt-Sheeran. Sheeran co-escreveu “Make Me Better” e “Time of Our Lives,” ambas baladas sobre o amor de Blunt por sua mulher e filho. Se prestar atenção, conseguirá ouvir os murmúrios da voz de Sheeran no refrão de “Time of Our Lives.” Ele também tem créditos omo produtor do álbum, que tem a assinatura de colegas de trabalho regulares de Sheeran, Amy Wadge e Johnny McDaid. Numa entrevista com o CNBC, Blunt disse que Sheeran o ajudou mais que candid com suas letras: “Ed Sheeran é notoriamente certo, letrista direto,” ele diz. “Ele apenas se abre e diz algo honesto.”

Fonte: Billboard

Tradução e Adaptação: Annie, ESBR