Ed Sheeran no Brasil: fotos, review e setlist do show de São Paulo!


Abaixo, fotos, review e setlist do show de São Paulo!

show-do-cantor-ed-sheeran-9843.jpg 17148106.jpeg show-do-cantor-ed-sheeran-0475.jpg

SHOWS & TURNÊS  > Turnês > [2017] Divide Tour > 28.05 | Ed Sheeran em São Paulo, SP, Brasil 

Depoimento – Por Fernanda Costa

Cá estou eu, três dias após o melhor show da minha vida, pensando em como descrevê-lo… E não consigo. Moro em Goiás e foram dois os principais motivos que me fizeram optar por assistir ao Ed em São Paulo: a companhia do meu amigo de equipe, Daniel, e o fato de que seria o maior show que o Ed faria no Brasil.

Cheguei ao local por volta de 10h da manhã e já havia uma quantidade bastante significativa de pessoas em todas as filas. Apenas às 16h os portões seriam abertos e às 19h o show de abertura começaria. Mas, com certeza, foi uma aventura que valeu muito à pena.

Primeiro, preciso falar sobre Antonio Lulic. QUE VOZ, MEUS AMIGOS! Sério, foi um show de abertura sensacional. Eu infelizmente não pude ir aos shows da X Tour em 2015, então não conhecia muito sobre o trabalho do Lulic. E virei fã. Os refrões das músicas dele são bastante fáceis e agradáveis, então durante os 30 minutos que tivemos o cantor no palco, a plateia conseguiu cantar com ele lindamente.

Quando ele saiu, pouco mais de vinte minutos me separavam de meu primeiro show do Ed. E quando o ruivo entrou no palco cantando “Castle On The Hill”, senti um misto de muita felicidade com… choque. Já naquele momento mal sentia minhas pernas por conta das longas horas que antecederam o show, mas ainda assim nunca pulei tanto em minha vida. Ah! Teve mais uma emoção: os balões azuis durante a música! Foi maravilhoso ver que a surpresa que preparamos com muito carinho deu mais do que certo.

Como sou eu a responsável por atualizar as setlists que divulgamos aqui no Ed Sheeran Brasil, eu sabia bem como as canções seriam dispostas ao longo do show – o que não estragou em nada minha experiência, aliás. Apenas duas músicas não eram certas: I See Fire e Give Me Love. E eu realmente pensei que I See Fire não seria tocada naquela noite, uma vez que havia entrado para a setlist do Rio. Fui ao show preparada para ouvir qualquer uma outra música no lugar dela e meu coração encheu de alegria quando vi que ela havia sido mantida. Afinal, I See Fire é uma de minhas músicas preferidas EVER (ao lado de Small Bump e várias outras que não ouso sequer sonhar com ouvir ao vivo hahahaha).

Duas coisas me encantaram bastante: a alegria do Ed – ele definitivamente estava MUITO feliz por estar ali – e como o público sabia cantar TODAS as letras (até mesmo o rap de Eraser, música não tão conhecida aqui). Sequer consigo chegar à conclusão sobre qual momento teve mais participação da plateia. Sério, o coro perdurou por toda 1h e 40 minutos do show. Mas nesse tocante, com certeza, alguns momentos me voltam sempre à memória: The A Team, Dive, Bloodstream, I See Fire, Give Me Love, Photograph, Thinking Out Loud, Sing e Shape Of You.

Após cerca de uma hora e 30 minutos de muita emoção, mal sabia eu que nos minutos finais o Ed me faria a maior surpresa de todas. Antes de finalizar ‘You Need Me, I Don’t Need You’, música que tem encerrado os shows da Divide Tour, Ed pegou a bandeira que consegui fazer com que chegasse até ele. Foi um momento muito emocionante para nós do site… Na madrugada de sábado para domingo, passei cerca de duas horas escrevendo naquela bandeira mais de 200 nomes de pessoas que não puderam comparecer a nenhum dos shows brasileiros. O Ed tê-la segurado durante o show fala por si só.

Realmente não consigo colocar em palavras todas as sensações que tomaram conta de mim no domingo, mas garanto que foram eternizadas em minha memória. Obrigada, Ed Sheeran. Obrigada.<3

Escrito por Fernanda
31.05