Ed Sheeran apoia evento em memória de Jo Cox, política assassinada em 2016


À medida que se aproxima o aniversário de um ano do assassinato da política britânica, Jo Cox, um número considerável de artistas de TV e cinema, músicos e atletas, uniram-se a fim de endossar a memória de Cox, como parte do evento ‘Great Get Together’. Entre eles? Ed Sheeran, que aparece em um vídeo para apoiar o evento, o qual visa fazer com que os britânicos apareçam em um dos 100.000 eventos sendo organizados no final de semana (16-18 de junho) pela nação em apoio à união.

Sheeran aparece tão tranquilo quanto melancólico enquanto expõe o que pensa sobre o que une os cidadãos do UK. Seu primeiro pensamento, é saboroso. Peixe e fritas. O segundo, entretanto, é mais introspectivo: “as coisas que nos unem enquanto país, são as coisas que pretendem nos separar, mas, na realidade, nos tornam mais fortes.”

 

Cox, integrante do British Labour Party, foi assassinada em 16 de junho de 2016, após ter sido baleada e esfaqueada múltiplas vezes na rua, enquanto estava a caminho de um evento. Embora tenha ficado em seu cargo por menos de um ano, Cox ganhou notoriedade rapidamente em decorrência de seus fortes argumentos sobre como o governo britânico devia fazer mais para ajudar as vítimas da guerra civil da Síria, e seu sentimento de que a nação deveria continuar na União Europeia, uma censura aos votos do Brexit.

Ela foi conhecida por incentivar seus conterrâneos a considerar a noção de que ‘somos muito mais unidos e temos muito mais em comum do que aquilo que nos divide.’

Entre outras estrelas que aparecem no vídeo em apoio ao Great Get Together, estão Stephen Fry, Bill Bighy, Helen Mirren e Andy Murray. “O Great Get Together é inspirado em Jo Cox, assassinada em 16 de junho do ano passado”, lê-se em um comunicado sobre o evento. “Acreditamos que há uma grande quantidade de pessoas que rejeitam políticas divisivas e simplesmente querem unir nossas comunidades e comemorar tudo que nos une. Essa é a nossa chance. Como disse a primeira ministra, quando falou sobre a morte de Jo em sua mensagem de Ano Novo: 2017 representa uma oportunidade de seguir em frente e ‘unir este país como nunca antes’. Família e amigos de Jo tiveram a iniciativa, e o The Big Lunch uniu-se a nós em sua comemoração anual. Mais de cem organizações agora estão nos apoiando, veja nossos parceiros para a lista completa!”

 

O grande esforço vem no despertar de uma série de ataques terroristas que assolaram a nação, incluindo o atentado de 22 de maio, do lado de fora de um show da Ariana Grande que matou 22 pessoas.

Fonte | Tradução e adaptação: Fernanda – Equipe EdSheeranBR
Não reproduzir sem os créditos

 

Escrito por Fernanda
14.06

Divide Tour: Fotos e setlists dos shows de San José e Cidade do México


Abaixo, fotos do Ed em shows na Costa Rica, México e também em coletiva de imprensa na capital mexicana. Confira também as setlists de ambos os shows, que se mantiveram iguais.

18882185_1550971794933058_280842930693448932_n.jpg 1362720531_whatsappimage20170606at9_17_14pm.jpeg 18922870_1550971958266375_2406787221682231286_o.jpg

SHOWS & TURNÊS  > Turnês > [2017] Divide Tour > 06.06 | Ed Sheeran em San José, Costa Rica

35062328162_839b0b41fe_b.jpg ed_sheeran_45644649.jpg DCDDJY0WsAAjRxl.jpg

SHOWS & TURNÊS  > Turnês > [2017] Divide Tour > 10.06 | Ed Sheeran na Cidade do México, México

DCAhA19XgAArX_V.jpg r960-3c58a9be0b04f227c49a0168f24a3806.jpg r960-0b7bf628a851af6a43e7645275ce810f.jpg

APARIÇÕES & EVENTOS  > 2017 > 10.06 | Ed em coletiva de imprensa na Cidade do México, MX

Escrito por Fernanda
11.06

Como Ed Sheeran e Kit Harington se conheceram?


No mundo de hoje, fazer novos amigos nem sempre é uma tarefa fácil – é por isso que existem aplicativos para isso. Mas, às vezes, você se encontra em uma situação comum com outra pessoa – dançando em um show, chamando o barman em um bar, usando o urinol no banheiro – e você gosta da pessoa imediatamente. Esse último nunca aconteceu com você? Talvez o encontro no urinol só aconteça se você é Ed Sheeran e Kit Harington.

Enquanto estava no The Late Late Show quarta-feira, Harington disse a James Corden e a sua outra convidada Nicole Kidman que conheceu seu bom amigo Sheeran enquanto ambos estavam ocupados no urinol.

“Sabe, às vezes, um cara vem até você, ao seu lado, e forma uma espécie de dupla enquanto você está mijando, ele disse. “E então ele olha para a frente, e então ele olha para o seu amigo. E então ele olha para você e diz: ‘Você é Jon Snow?’ E era o Ed Sheeran. Harington disse que quase repreendeu Sheeran: “Eu quase disse: “Vai se fuder, cara.” Mas na verdade, era o Ed Sheeran, e agora somos amigos, então é ótimo”.

Fonte | Tradução e adaptação: Fernanda – EdSheeranBrasil
Não reproduzir sem os créditos

Escrito por Luísa
11.06

Entrevista: Ed Sheeran conversa sobre música, composição, Beyonce e mais!


O absurdamente prolífico Ed Sheeran, com apenas 26 anos de idade, incorpora o prêmio do Songwriters Hall of Fame talvez mais que qualquer outro. Sheeran receberá a honra, criada em 2004 a fim de reconhecer jovens compositores que impactem significativamente a indústria da música com composições originais. O evento acontece no dia 15 de junho, em Nova Iorque.

Em meio ao seu recente e triunfante show na O2 Arena, em Londres, Sheeran conversou com a Billboard sobre a linha tênue entre quais músicas devem ser mantidas e quais devem ser dadas a outros artistas, a música que gostaria de ter escrito e sua rotina no camarim.

Seu sucesso atual, ‘Shape of You’ foi originalmente escrito pensando na Rihanna. Com qual frequência você escreve uma música para outra pessoa e você acaba desejando ter mantido para si?
Rita Ora tem uma música a ser lançada dentro de algumas semanas, eu sequer sei como eles a intitularam [ela se chama ‘Your Song’ e foi a música mais comentada no UK na semana que se passou], e é uma música que se não tivesse ido para ela, eu teria ficado e lançado. ‘Shape of You’ foi iniciada originalmente para o Little Mix e Rihanna. Foi algo que tive em mente, mas, quero dizer, como algumas músicas que eram para ter sido minhas, mas que acabaram em projetos de outras pessoas. Algumas das músicas no álbum da One Direction definitivamente foram iniciadas para mim e acabaram no álbum da One Direction.

Você se escuta em suas músicas quando são performadas por outros artistas?
Sempre que dá, quando há uma música na qual tenho créditos na composição, eu tento fazer com que haja um elemento meu nela, algo como uma assinatura. Ainda que seja eu fazendo os backing vocals ou tocando o violão, eu gosto de ter esse elemento em músicas com as quais me envolvi. Tipo como o DJ Mustard tem ‘Mustard on the Beat’ ou o Mike Will Made-It teria uma batida Mike Will Made-It em uma música; é ter algo que está no plano de fundo. É subliminar, mas está lá.

‘The A Team’, seu single de estreia enquanto performer, possui uma história poderosa por trás.
Foi escrita em 2009, e na época eu fazia shows locais ao redor de Londres. Um de meus amigos estava gerenciando um centro para pessoas sem-teto em East London para alimentar essas pessoas no Natal, e ele disse: ‘Venha ser a atração de lá’. Então eu fui e acabei conversando com essa garota chamada Angel. Eu tinha 18 anos e não havia visto muito do mundo. Cresci no interior e você não vê vício muito, muito pesado em drogas no interior. Você meio que vê apenas bebida, então estar na cidade e ver vícios fortes em droga, e o modo como isso pode afetar alguém, foi algo muito esclarecedor. Eu estava morando em uma casa de estudantes a cerca de uma hora de distância de Londres, e lembro de voltar e escrever e gravar a demo no iMovie, porque eu não tinha alguma outra coisa com a qual gravar. Ela surgiu muito rapidamente; levou vinte minutos. Algumas músicas podem levar uma hora ou duas para ser escrita, ou até mesmo um dia inteiro, mas acho que as melhores músicas que escrevi, foram feitas em 20 minutos.

São poucas, mas há alguma música que não tenha se tornado um hit e que seja especial para você?
Eu escrevi ‘I See Fire’ para o filme de o Hobbit [O Hobbit: A Desolação de Smaug], e ela acabou nunca sendo enviada à rádios porque foi lançada por uma gravadora com a qual eu não possuía contrato, então ninguém tinha autorização para divulgá-la em rádios. Eu tive a oportunidade de gravar e produzir tudo dela, então foi a primeira vez que fui um produtor musical de fato. Eu viajei para Nova Zelândia e assisti ao filme sob muita influência da mudança de fuso, e o CGI ainda não havia sido aplicado, então foi meio pesado. E depois eu subi para esse pequeno estúdio e basicamente compus essa música e fiz produção dura nela, depois gravei tudo dela no dia seguinte e voltei para casa. Tudo foi muito rápido, mas é uma das músicas da qual mais me orgulho porque pude fazer cada elemento dela.

E você a escreveu em outro fuso-horário, ainda mais desafiador…
Eu acho que as melhores músicas surgem quando você está cansado também. Composição sempre parece acontecer à noite ao invés de no início da manhã, ou talvez, na realidade, MUITO no início da manhã [madrugada].

Então você é uma pessoa noturna?
Acho que sim, é. Eu acho que as músicas mais significantes para mim foram escritas tarde da noite, mas eu escrevo sim durante o dia porque a maioria dos produtores trabalham durante o dia. Lembro-me de fazer ‘Shape of You’ no estúdio e foi a primeira música que escrevemos naquele dia, às 11 da manhã.

Qual é a música lançada que você gostaria de ter escrito, mas não o fez?
Há um single chamado ‘Jealous’ do Labrinth, o qual eu simplesmente amo. Eu a toquei para outros compositores e eles têm a mesma opinião que eu — gostariam de tê-la escrito. Um conceito fantástico, emocionalmente fantástica, dispersa, e tal qual os melhores tipos de músicas: não é complicada, mas você a escuta e pensa ‘isso soa verdadeiro’. Lembro de escutá-la e lacrimejar, e é muito poderoso para mim quando uma música consegue fazer isso.

Com qual artista ou compositor você gostaria de trabalhar, mas ainda não aconteceu?
Eu acho que a Beyoncé seria uma pessoa de se trabalhar. Eu já tive sorte o suficiente para tocar com ela antes, e ela possui energia e mente incríveis. Aconteceria algo aí.

O que você está ouvindo agora que tem te motivado?
Sabe de uma coisa? Os caras com quem faço a turnê têm escutado o álbum do Kaleo e ele soa ótimo.

É isso que você ouve antes de ir ao palco?
Eu não tenho tido tempo para ouvir música de fato. Meu camarim sempre está cheio de amigos e familiares, então eu não tenho tempo de colocar música. Os amigos e familiares geralmente saem dois minutos antes de eu subir ao palco; essa é a minha rotina… Eu provavelmente preciso mudar isso [ri].

Fonte | Tradução e adaptação: Fernanda – EdSheeranBrasil
Não reproduzir sem os créditos

 

 

Escrito por Fernanda
10.06

Legendado: Ed Sheeran participa do Carpool Karaoke!


Na última terça-feira, foi ao ar a participação do Ed no no Carpoo Karaoke quadro do programa The Late Late Show, apresentado pelo James Corden. A espera definitivamente valeu à pena, pois ficou SENSACIONAL! E trazemos o vídeo legendado especialmente para vocês 😉

 

Escrito por Fernanda
08.06

Ed Sheeran lança cover de “… Baby One More Time”, da Britney Spears, para o Spotify


O próximo sucesso de Ed Sheeran? Um cover de “…Baby One More Time” da Britney Spears.
Sheeran gravou o sucesso de 1998 (lançado quando ele tinha sete anos) para o serviço de streaming Spotify.

O programa “Spotify’s Singles” propõe que os artistas lancem uma nova música e um cover –  exclusivos do Spotify.

A nova música de Sheeran é uma nova versão ao vivo de seu hit “Castle on the Hill”, gravado no auditório de NYC do Spotify.

Ouça abaixo:

Enquanto você não pode comprar a música, e não está em nenhum outro site de streaming, a influência do Spotify deve fazê-lo se tornar o 17º hit single de Sheeran em 2017 – todas as 16 faixas do seu último álbum, Divide, chegaram ao chart de singles devido a downloads e streaming.

O cover não é a primeira vez que Sheeran, fã de cover da cultura pop, canta o hit de 1998.

Ele o cantou  em 2013 em um vídeo nos bastidores para uma estação de rádio dos EUA e o YouTube está cheio de seus covers ao vivo da música por volta da mesma época.

Fonte | Tradução e adaptação: Thais – Ed Sheeran Brasil
Não reproduzir sem os créditos

Escrito por Luísa
08.06

“Shape Of You” atinge 1 bilhão de reproduções no Spotify


Ed Sheeran acabou de atravessar território rarefeito. A partir de quinta-feira (8 de junho), o single “Shape of You”, do cantor, atingiu oficialmente a marca de um bilhão de reproduções no Spotify, tornando-se  uma das poucas músicas que atingiram esse marco. Até o momento, o single do álbum Divide do cantor – que recentemente se tornou a primeira música a passar as primeiras 20 semanas entre as 5 primeiras músicas no Hot 100 – teve 1.000.042.405 reproduções, tornando-a facilmente sua faixa mais popular no Spotify até à data.

Spotify confirma que as únicas outras músicas que acumularam esse número no serviço de streaming são “One Dance” do Drake – que foi a primeira a atingir a marca em dezembro de 2016 (e atualmente tem 1.237.486.042) – seguida de “Closer” do The Chainsmokers, que tem 1.021.620.926 reproduções até agora. A próxima música a provavelmente se juntar ao clube é “Lean On” do Major Lazer, que está se aproximando de Ed com mais de 991,000,000 reproduções até agora.

Fonte | Tradução e adaptação: Thais – Ed Sheeran Brasil
Não reproduzir sem os créditos

 

Escrito por Luísa
08.06

Ed Sheeran domina as paradas australianas pela 11ª semana


O ‘Divide’ de Ed Sheeran, conquista sua décima primeira semana não-consecutiva no topo do chart de álbuns australiano, enquanto ‘Despacito‘ de Luis Fonsi e Daddy Yankee, com participação de Justin Bieber, consegue sua terceira semana em n° 1 na pesquisa nacional de singles.

Enquanto fãs fizeram barulho para comprar ingressos para a turnê de estádio que Sheeran fará, acontece que eles também ainda estavam fazendo com que o terceiro álbum do artista obtivesse números significantes. ‘Divide’ é certificado platina quatro vezes no continente (280 mil unitários) e está em #1 em sua 13ª semana na parada. Em #2, entra Bernard Fanning com ‘Brutal Dawn’, seu trabalho solo mais recente. ‘Brutal Dawn’ é o quarto álbum solo de Fanning e quarto a conquistar dois Top Dois no chart de álbuns ARIA.

Também novidade nessa semana, é ‘Ark’, quarto álbum de In Hearts Wake, grupo local de metalcore. ‘Ark’ chega em n°3, enquanto o antigo integrante da One Direction, Harry Styles, cai de 2° para 4°.

Quatro rostos familiares causam grande impressão esta semana com o 50° aniversário do ‘Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band’, dos Beatles, que retorna ao chart em #5. Em seu lançamento na Austrália em julho de 1967, o álbum ficou 30 semanas em #1 entre agosto de 1967 e março de 1968, de acordo com o ARIA. ‘Sgt. Peppers’ aparentemente faz uma marcha periódica no top 20. O aclamado álbum esteve em n° 4 em junho de 1987, quando foi lançado em CD pela primeira vez, a gim de marcar seu 20° aniversário, e mais uma vez chegou a 16° quando o catálogo lendário da banda foi remasterizado e relançado em setembro de 2009.

Enquanto isso, ‘Despacito’ de Luis Fonsi e Daddy Yankee lidera um top 20 internacional no chart de singles do ARIA. A música de um artista local a ter chegado mais alto nessa semana vem do cantor-compositor Dean Lewis, cuja ‘Waves’ caiu de 16° para 22°.

A novidade mais em alta desta semana é ‘There For You’, colaboração entre o DJ holandês Martin Garrix e o cantor e produtor australiano, Troye Sivan. Ela entrou no n° 25.

Fonte | Tradução e adaptação: Fernanda – Equipe EdSheeranBrasil
Não reproduzir sem os créditos

Escrito por Fernanda
07.06